Governo do Estado garante o fim da água salinizada nas torneiras em São Mateus

Um novo sistema de captação de água promete colocar um fim em um antigo problema que atormenta a população de São Mateus. A água salinizada nas torneiras das casas. Foi o que o vice-governador, César Colnago, e o secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto garantiram na manhã desta quinta feita (8) durante um evento realizado pela Prefeitura de São Mateus.

Na oportunidade, o prefeito Daniel Santana assinou o projeto de lei para ser apreciado pela Câmara Municipal que prevê a transferência do serviço de água e esgoto da cidade do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) para a Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan).

Colnago e Octaciano destacaram no ato que caso o município decida pela concessão à Cesan, o Governo do Estado executará a implantação do projeto do novo sistema de abastecimento de água de São Mateus entregue ao município em agosto do ano passado e que foi elaborado em forma de parceria entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, a Suzano, Soma Urbanismo, Associação Empresarial de São Mateus (Assenor) e a ONG ES em Ação.

Além do vice-governador, do secretário e do prefeito, participaram da cerimônia o bispo de São Mateus, Dom Paulo, lideranças estaduais, vereadores, e representantes de vários segmentos da cidade.

O vice-governador César Colnago lembrou que o Estado, com as contas em dia, pode fazer investimentos importantes nas cidades. "Nós começamos o governo em uma profunda crise, a receita não crescia. Começamos nossa recuperação na metade do ano passado. Organizamos as contas, seguramos os custos, cortamos o que não era prioridade e agora iremos investir R$ 1 bilhão em todo o Estado e, em sua maioria, com recursos próprios.  O que foi feito até aqui foi paliativo. Agora é a chance de resolvermos essa questão da água de uma vez por todas". garantiu Colnago.

O secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, afirmou que o novo sistema resolve de vez o problema da água salinizada na torneira da população e que a Cesan já havia feito a sinalização para execução do projeto no ano passado. “Em agosto do ano passado doamos o projeto de engenharia do novo sistema de captação ao município. O compromisso do Governo, caso o município decida por conceder à Cesan o serviço, é de executar a implantação. A previsão é de investimento de R$ 60 milhões nos dois próximos anos para isso. Ele coloca fim a um problema histórico na cidade”, destacou Octaciano.

O prefeito Daniel Santana afirmou que essa é a solução para o problema de abastecimento de água na cidade. "A população mais pobre é que mais sofre no período de estiagem, quando a água fica salinizada. E queremos resolver esse problema de vez".

De acordo com o projeto elaborado pela Ganem Engenharia, o novo ponto de captação será a 15 quilômetros do ponto atual. Além disso, será construído um ressalto hidráulico no fundo do Rio Cricaré de aproximadamente dois metros, para impedir que a água salgada prejudique a água potável.

Um canal de aproximadamente 840 metros vai permitir que a água dessalinizada siga para quatro bombas, que vão levar a água para o atual ponto de distribuição por meio de uma adutora de 15 quilômetros. A adutora seguirá às margens da Rodovia BR-381.