Ele quer virar presidente - Por Matheus Thiago

O Luís Inácio Lula da Silva, vulgo ex-presidente Lula, prometeu e cumpriu durante todo o seu mandato as suas idéias e ideais populistas, ele só esqueceu de consultar a direita, a burguesia, e por cometer tamanha heresia a sua pupila Dilma acabou sofrendo um impeachment por um suposto crime de pedalada fiscal que semanas após ter sido julgada, fora aprovada pelo Congresso Nacional, o mesmo honroso e respeitoso que a condenou por crime de responsabilidade fiscal.

Agora, como consolo por terem perdido democraticamente as últimas quatro eleições presidenciais, "Querem prender o Brasil que deu certo", é o que diz um vídeo narrativo, descritivo e emotivo produzido pelo Partido dos Trabalhadores (PT), prendendo e tornando sua ficha não mais limpa, a falida direita brasileira tem a esperança de levar a cadeira de Chefe do Executivo, mas assim como o Lula esqueceu de consultá-los ao dar acesso as universidades, dessucatear a saúde pública, tirar milhões da extrema pobreza, a direita esqueceu de consultar o tal povo beneficiado pelo governo populista de Luís Inácio Lula da Silva, o povo que hoje apesar de limitações do Governo Golpista, tem acesso ao ensino técnico e superior de forma gratuita, acesso a um sistema de saúde de uma forma ou outra mais evoluído, um sertão sem escassez, um nordeste com água, onde a filha da empregada senta na mesma sala que a do grande empresário, o Brasil onde todos podem ser o que quiserem ser, médicos, engenheiros, professores, juízes, seja lá o que forem, estes são frutos do governo esquerdista e militante como costumam chamar por aí.

Certamente o ex-presidente poderia ter feito mais, o mesmo confessa, mas enquanto o "Temeroso" comprou um congresso por R$ 14 bilhões, o analfabeto com algo em torno de R$ 1 bilhão levou água, tirou a seca para mais de 15 mihões de brasileiros.

Investigado e comprovado a posse do tripléx, até aí compreendíamos de uma forma mais aceitável, até quando penhoram o tripléx em nome da construtora OAS, mas pera aí, o tripléx era do petista, os bilhetes de pedágio ao Guarajá comprovam, documentos não assinados surgidos do além também, cadê o Moro? Cadê a Dodge? Cadê o STF? Cadê o MBL e o Vem Pra Rua? Cadê aquele brasileiro que saía de camisa verde e amarela pelas ruas? Cadê a Rede Globo de Televisão? Cadê a coesão?

Se o grande erro da ditadura "Foi torturar e não matar", o de Luís Inácio Lula da Silva foi o de "Lutar pelo povo brasileiro e os mesmos (induzidos pela direita falida)  nem um pouco se importar".

Lula não queria, ele quer ser presidente da República Federativa do Brasil não por uma questão de orgulho (como a direita, que roubou o título presidencial), mas para fazer aquilo que não fez em seu primeiro mandato, aquilo que poderia ter sido feito, e que dessa vez, doa a quem doer, seja a direita, os grandes empresários, terão de se contentar com as "minorias" numa elevação social e mental que nunca pensariam que alcançariam. E o ex-presidente é bonzinho, ele quer ajudar a toda essa gente, aos pobres que pensam como classe média, a classe média que pensa como os ricos, e os ricos que pensam como donos da porra toda.


Matheus Thiago é jornalista