Casamento coletivo judaico traz rabinos de Israel ao ES nesta quarta-feira

Seis Rabinos, sendo quatro de Israel e dois de São Paulo, desembarcam no final da manhã desta quarta-feira (18) no Aeroporto de Vitória, de onde seguirão para Vila Velha, mais precisamente até a Rua Liberalino Lima, 139, bairro Olaria, onde fica localizada a denominação judaica Ohel Ovadiah Yosef, presidida pelo Rabino Gilberto Ventura e sua esposa, Jacqueline Ventura.

E o dia será pra lá de especial: Também nesta quarta será celebrado um casamento coletivo de seis casais que se converteram ao judaísmo.

De acordo com o advogado Sizenando Braga, responsável pela Administração local e que há três anos participa da Comunidade, o casamento será à noite, e os casais têm faixa etária entre 25 e 55 anos. Sobre sua participação na Ohel Ovadiah Yosef, Sizenando explica: “Busco as origens e espero agora, com a presença destas autoridades (os rabinos), ser reconhecido judeu e dar continuidade ao processo de conversão”.

Para chegar “ao altar” e ao “sim judaico”, os seis casais, segundo Sizenando, enfrentaram estudos, vivência judaica e, por fim, o processo de Guiur (que é a conversão).

O casamento deverá durar cerca de uma hora. Os homens usam trajes a rigor, e as mulheres vestidos com recato, tanto as noivas como as demais. Um detalhe: O casamento não tem nenhuma semelhança com os de outra religião.

Participam apenas membros da Comunidade (também os que buscam a conversão), convidados e Rabinos. A denominação conta, atualmente, com 40 pessoas adultas e crianças.

Reuniões

Antes da cerimônia coletiva, os judeus terão reuniões visando a instrução e integração da Comunidade com as autoridades rabínicas, troca de informações e práticas locais e seus membros. Das autoridades, Haim Amsalem é o Rabino principal, um dos quatro que se deslocaram de Israel para a cerimônia e as reuniões.

As 40 pessoas da Comunidade liderada pelo Rabino Gilberto Ventura e sua esposa Jacqueline Ventura, buscam, segundo Sizenando, reconstruir as suas histórias familiares provenientes de judeus que se refugiaram no Brasil após as perseguições. “E é disto que, basicamente, tratará esta visita: Resgatar e sedimentar as famílias existentes no Estado. Esse trabalho pioneiro e incansável iniciado há alguns anos no Brasil pelo Rabino Gilberto Ventura e sua esposa. E este reconhecimento é de fundamental importância para nossa consolidação como povo aqui, e o despertar de outros que ainda precisam fazer o retorno aos valores e princípios judaicos contidos na Torah – Teshuvá”, explanou o judeu.

A Comunidade

A Comunidade Ohel Ovadiah Yosef, localizada na Rua Liberalino Lima, 139, bairro Olaria, Vila Velha, mantém as seguintes reuniões: Shabat - 09:30 às 19h e Yamim Tovim (noite e dia)

A parte Administrativa e Financeira conta com uma Presidente, e a religiosa conta com orientação dos Rabinos. Conforme citado acima, a judaica Ohel Ovadiah Yosef é presidida pelo Rabino Gilberto Ventura e sua esposa, Jacqueline Ventura. O movimento é reconhecido internacionalmente através do SSF Sinagoga sem Fronteiras.

As despesas são cobertas com as doações mensais dos membros.