Morte de Soldado Sabino: PC prende 4 envolvidos e procura por mais um

Quatro indivĂ­duos autuados e um foragido. Assim terminaram nesta quarta-feira (25) os trabalhos da polĂ­cia sobre a morte do Soldado Lucas Sabino dos Santos Neto, assassinado com um tiro no peito na madrugada do mesmo dia, em Cariacica. Dois Boletins foram registrados sobre o crime.

As investigaçÔes do homicídio consumado que teve com vítima o soldado da Polícia Militar, e do homicídio tentado que vitimou Savio Marques de Souza, foram assumidas pela Delegacia de Crimes Contra a Vida de Cariacica. Os Boletins citam como local dos crimes o bairro Oriente.

As investigaçÔes, segundo a PC, acabaram indiciando Ananias da Silva Barreto, de 19 anos; e Lucas Leivas Cruz, 23 anos, por crimes de homicídio qualificado consumado e tentado e associação criminosa armada; Max Juliano do Nascimento, 31 anos, foi autuado por associação criminosa armada; enquanto George Michael de Angelo Ribeiro, 22 anos, foi autuado por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa armada. Ainda de acordo com as investigaçÔes, Lucas Emanuel Aristides da Silva, 19 anos, encontra-se foragido.

No curso do procedimento, diz a informação, apurou-se que as vítimas estavam passando de carro pelo bairro Oriente, quando foram abordadas e alvejadas por disparos de arma de fogo efetuados por Ananias da Silva Barreto, que estava em um bar. Apurou-se, ainda, que Lucas Leivas Cruz participou da execução, na medida em que estava também no bar e guardava a arma de fogo que, imediatamente, entregou a Ananias para que efetuasse os disparos.

Moto foi usada no “confere”

As vítimas ainda conseguiram deixar o local, mas o soldado, que estava conduzindo o veículo, veio a óbito alguns metros à frente e bateu com o carro. Max Juliano do Nascimento, de acordo com as apuraçÔes, emprestou uma motocicleta para que Lucas Emanuel Aristides da Silva verificasse o estado das vítimas.

Por fim, a DCCV-Cariacica efetuou diligĂȘncias e apreendeu a Pistola Taurus calibre 380 ACP, nĂșmero de sĂ©rie raspado, possivelmente utilizada para a prĂĄtica dos homicĂ­dios em questĂŁo, a arma que foi entregue a George Michael de Angelo Ribeiro para que a escondesse.

A arma estava enterrada no quintal da casa de George. A polĂ­cia apreendeu, na residĂȘncia de Lucas Emanuel Aristides da Silva, um total de 11 muniçÔes calibre 380, mas o investigado nĂŁo estava no local.

O ES 24 horas divulgou a morte do soldado e a tentativa de homicĂ­dio contra o amigo dele. A teoria da polĂ­cia Ă© que o tiro para o alto disparado pelo soldado, conforme disse o amigo dele, tenha sido disparado apĂłs as vĂ­timas terem sido confundidas com rivais do grupo citado acima.
ï»ż
ï»ż