Deixou esposa grávida: PM é morto a tiro em Vila Velha

A cúpula da segurança capixaba amanheceu nesta terça-feira (14) com uma missão: Superar a perda de mais um policial para a violência, e elucidar o crime. A vítima é o polícia militar Valter Anderson Borges da Silva, 29 anos.

Borges, como era chamado, estava em uma festa no Jardim Colorado, Vila Velha, com a esposa (que está grávida) e uma filha do casal, de 2 anos de idade, quando foi morto com um disparo de arma de fogo.

De acordo com testemunhas, Borges foi surpreendido pelo assassino quando estava no carro. “Estava na festa de aniversário e foi até o carro buscar alguma coisa. Me falaram que seria o celular. Ainda não sabemos se ele morreu por ser policial”, contou uma pessoa que estava no mesmo evento.

Assalto

Outra testemunha disse que Borges teria sido vítima de um assaltante. “Quando o bandido anunciou o assalto, ele disse que era PM e foi alvejado. Foi conduzido inconsciente para o hospital”, contou.

O PM foi levado para o Hospital Antônio Bezerra de Farias,  onde sofreu parada cardíaca e veio a óbito. O tiro atingiu o coração do militar, após entrar pelo lado esquerdo do corpo.

Valter Anderson Borges da Silva estava na PM há uma década, e era lotado no 4º Batalhão. Ele também fez parte do Batalhão de Missões Especiais (BME).