Confira a programação da festa que celebrará os 462 anos de Santa Cruz

Este ano o distrito de Santa Cruz completa 462 anos. A festa para celebrar essa marca acontece nos dias 07, 08 e 09 de setembro, com diversas atrações culturais, musicais e esportivas.

A programação conta com encontro de trilheiros, shows, torneio de futebol, passeio ciclístico, tenda cultural, aulão de zumba, descida ecológica no Rio Piraquê-Açu e passeio ciclístico. O evento é uma realização da Prefeitura de Aracruz, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura (SEMTUR).

 â€œSanta Cruz se destaca, entre seus atrativos turísticos, pela diversidade cultural, fruto do talento do seu povo. Parabenizo todos os moradores que contribuem diariamente com o desenvolvimento do município, aceitando o desafio de fazer mais e melhor”, disse o prefeito Jones Cavaglieri.

Memória viva
O balneário de Santa Cruz está situado às margens da foz do Rio Piraqueaçu, com histórias de muitas gerações que se mantém viva, por meio de casarões antigos, o cais do porto, a Fonte do Caju, um extenso manguezal e pescadores a beira do rio.

Denominada Aldeia Nova, Santa Cruz foi fundada em 1556 pelo padre Brás Lourenço auxiliado pelo também padre Diogo Jácome. Tudo começou com a chegada dos homens brancos naquelas terras habitadas somente pelos índios tupiniquins, chefiados pelo cacique Maracaiá-Guaçu, ou Grande Gato. Eles chegaram em virtude do processo de catequização, fundando um núcleo de catequese que atraiu várias tribos de índios da região. Mais tarde, com a criação da Aldeia dos Reis Magos ( atual Nova Almeida) o núcleo passou a denominar-se Aldeia Velha.

Em 16 de dezembro de 1837 a Aldeia Velha tornou-se distrito. Uma lei provincial elevou o povoado a Freguesia, passando ela a fazer parte do termo de Nova Almeida. Em 1848, por Lei Provincial no. 2, a Freguesia foi elevada a Vila. O município foi criado em 3 de abril de 1848 com o nome de Santa Cruz.

Em 1860, Santa Cruz recebeu a visita de D. Pedro II, que pernoitou em Santa Cruz e até inaugurou o chafariz público. Para abrigar o imperador, foi construído o prédio onde depois funcionou a antiga Câmara Municipal, hoje um dos dois únicos patrimônios do Município de Aracruz tombado pelo Conselho Estadual de Cultura.


Clique neste link e veja o banner com a programação completa.