Veto ao reajuste salarial dos agentes de sa├║de ├ę derrubado pelo Congresso

O Congresso Nacional derrubou na ├║ltima quarta-feira (17), o veto parcial da Presid├¬ncia da Rep├║blica ao reajuste salarial dos Agentes Comunit├írios de Sa├║de (ACSÔÇÖs) e aos Agentes de Combate a Endemias (ACEÔÇÖs), proposto pelo deputado Evair de Melo (PP-ES) em conjunto com outros parlamentares. O aumento, estipulado em R$ 1.550,00 a ser pago de forma escalonada, foi inclu├şdo por uma emenda ├á Medida Provis├│ria 827/18, aprovada em julho deste ano e que trata sobre a regulariza├ž├úo da profiss├úo.

Evair reiterou a import├óncia do Governo Federal conceder remunera├ž├úo e condi├ž├Áes de trabalho honestas a esses profissionais. ÔÇťO trabalho desempenhado por essas pessoas ├ę fundamental para a sa├║de dos brasileiros e, por isso, precisamos manter um piso justo para que, atrav├ęs desse sal├írio, possamos restabelecer a dignidade dos Agentes Comunit├írios de Sa├║de e de Combate a EndemiasÔÇŁ.

O parlamentar tamb├ęm havia apresentado uma emenda, aprovada pela C├ómara e pelo Senado, determinando que a jornada de trabalho dos Agentes ser├í dedicada ├ás a├ž├Áes e aos servi├žos de promo├ž├úo da sa├║de, vigil├óncia epidemiol├│gica e ambiental, atividades de planejamento, reuni├Áes e elabora├ž├úo de relat├│rios de dados.

´╗┐
´╗┐