Direto ao Ponto: Presidente da Câmara de Aracruz é expulso do partido Rede Sustentabilidade

Vereador expulso em Aracruz

O presidente da Câmara Municipal de Aracruz, vereador Alcântaro Filho foi expulso do partido Rede Sustentabilidade. A informação foi confirmada nesta sexta (2) por lideranças do Diretório Municipal do Rede. O vereador disse que foi expulso por ter declarado voto em Bolsonaro (PSL). Além do parlamentar, outros quatro assessores da Câmara, filiados ao partido e ligados a Alcântaro, também foram expulsos.


Vereador expulso em Aracruz II

De acordo com o Diretório Municipal do Rede Sustentabilidade, o processo que originou a expulsão do vereador Alcântaro Filho tem base em denúncias registradas por filiados. O caso foi discutido, registrado em ata e encaminhado à Executiva estadual do partido. De acordo com o regimento do Rede, cabe ao Diretório Estadual notificar o vereador a respeito da decisão local. Cabe recurso.

Alcântaro comenta a expulsão (Atualizada às 15:45)

Por meio de nota, após a publicação da coluna, o vereador Alcântaro explicou o que acredita ter sido o motivo da expulsão.

“Não fui notificado de nenhum processo administrativo e soube da decisão do diretório municipal através das mídias sociais. É lamentável ser expulso do partido por defender a família tradicional e ter declarado voto em Jair Bolsonaro, no segundo turno, como consta na denúncia armada. Mostra que o partido em Aracruz age de forma autoritária e antidemocrática. Não abro mão das minhas convicções pessoais e dos princípios cristãos"


Secretário pede pra sair

Quem pediu para sair da gestão do prefeito de Aracruz, Jones Cavaglieri (Solidariedade) foi o competente secretário de Obras, Wellington Giacomin. A frente da pasta desde o início da gestão, Wellington foi o responsável, dentre outras ações, por retomar e finalizar as obras da Avenida Guaxindiba, mais novo cartão de visitas do município. O município perde um servidor responsável, competente e técnico. O que aconteceu, prefeito Jones?


Gato por lebre

O que mais se vê pela internet é eleitor capixaba reclamando que votou em Fabiano Contarato (Rede) e Marcos do Val (PPS) para renovar o Senado e, assim, não oportunizar mandato para os atuais senadores Magno Malta (PR) e Ricardo Ferraço (PSDB). No entanto, no primeiro discurso como presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL) comunicou que conta com Magno em seu governo. Já aqui no estado, Casagrande já acenou que espera que Ferraço integre sua equipe.

 

Povo fala: “Mais do que amor, do que dinheiro, do que fé, do que fama, do que justiça, dêem-me a verdade.” Henry David Thoreau.