Direto ao Ponto: ES tem a sétima maior população carcerária do Brasil, diz governador Casagrande

Casagrande em Brasília

O governador eleito Renato Casagrande (PSB) esteve reunido em Brasília com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, o conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Márcio Fontes, e o juiz auxiliar, Luís Lanfredi, para conhecer e traçar ações que diminuam o déficit de vagas no sistema prisional capixaba. De acordo com o governador, atualmente, o Espírito Santo conta com mais de 8.500 detentos excedentes.

 
Casagrande em Brasília II

Com quase 22 mil pessoas encarceradas, o Estado tem a sétima população carcerária em números absolutos e, segundo o CNJ, proporcionalmente, a maior do País. Para reequilibrar o sistema, o CNJ, em parceria com poder judiciário do ES e Ministério Público, estão avançando na interiorização das audiências de custódia, sistema eletrônico de execução unificada e pretendem introduzir centrais integradas de alternativas penais e monitoração eletrônica.

 

Colatina sustentável

O prefeito de Colatina, Sérgio Meneguelli (MDB), aquele que faz jardins e varre ruas aos fins de semana, anunciou que o município vai receber o curso de Sustentabilidade na Administração Pública ministrado pelo Ministério do Meio Ambiente nos dias 8 e 9 de novembro. As atividades serão apresentadas no auditório da SANEAR e serão destinadas aos servidores públicos das regiões norte e noroeste do estado. Segundo o prefeito, Colatina “segue fiel no compromisso de diversas ações de sustentabilidade. Com olhos no futuro, trabalhamos firme o presente”.

 

Sangue novo na política

Um conhecido jornalista que está em atividade há mais de 20 anos na região norte decidiu entrar para a política. O destino será a disputa a uma vaga na Câmara Municipal de Linhares. Atuante na televisão, no rádio e no jornalismo impresso, o profissional já iniciou a conversa com lideranças comunitárias e políticas da cidade. É, 2020 é logo ali.

 

E o Ministério do Trabalho, hein?!

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta quarta-feira (7) que o Ministério do Trabalho, criado há 88 anos, será incorporado a algum ministério. Ele, no entanto, não informou qual. O Ministério do Trabalho divulgou nota na qual afirma que a pasta é "seguramente capaz de coordenar as forças produtivas" a fim de "buscar o pleno emprego e a melhoria da qualidade de vida dos brasileiros".

 

Povo fala: “A demonização da política é a pior herança da ditatura militar.” Leandro Karnal