Zanon concede abono para servidores de Linhares e anuncia reajustes no salário e no tíquete

O prefeito de Linhares Guerino Zanon anunciou, na manhã do último sábado (01), um pacote de medidas que beneficiarão os servidores públicos municipais: o reajuste no salário dos servidores públicos municpais - ativos e inativos em 4% a partir do pagamento do mês de janeiro de 2019, um abono de R$ 1 mil aos servidores municipais neste mês de dezembro e o aumento no valor do tíquete alimentação de R$ 400 para R$ 420. O pacote de medidas foi anunciado durante a festa de confraternização dos aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores do Município de Linhares (Ipasli). É a primeira vez na história do Município que os servidores ativos recebem abono.

O abono de R$ 1 mil será creditado no tíquete alimentação dos servidores ativos neste mês de dezembro. Os servidores inativos receberão o valor no pagamento do mês de dezembro. Alinhado ao pacote de benefícios está também o pagamento do 13º.salário do funcionalismo público programado para a próxima quarta-feira (5) e o pagamento do salário do mês de dezembro nos próximos dias 20 e 21. As medidas irão injetar aproximadamente R$ 40 milhões na economia neste fim de ano. Atualmente, a Prefeitura de Linhares possui 8,6 mil funcionários, entre efetivos, comissionados e inativos, que serão impactados com os benefícios. 

"Realizamos um ajuste severo e conseguimos algo importante que foi manter o salário em dia com o pagamento antecipado para todo o dia 20 e dentro do mês trabalhado. Também conseguimos manter todos os processos de direito e vantagens dos funcionários como progressões e promoções em dia, além da carga horária de seis horas diárias para os cargos de servente, gari e braçal", disse. O prefeito comentou ainda que os passos definidos pelo Governo Municipal estão em consonância com o desenvolvimento da economia. 

O prefeito explicou que no segundo semestre deste ano, quando a receita voltou a crescer, a Prefeitura pode tomar as três medidas em favor do funcionalismo público Municipal e em sintonia com o Plano de Cargos e Salários que são o reajuste salarial para todos os servidores e o pagamento de um abono de R$ 1 mil para servidores da ativa e aposentados. Ainda em 2017, mesmo com um cenário adverso, o prefeito autorizou o aumento do tíquete alimentação de R$ 360 para R$ 400.

"Para aplicar o pacote de benefícios, as equipes de governo realizaram um árduo trabalho nos últimos dois anos para equilibrar as contas, sem deixar de cuidar das pessoas, realizando projetos, aproximando os serviços básicos e essenciais da população, e, principalmente mantendo em dia o pagamento de servidores e também de fornecedores", destacou Guerino.

A decisão da Prefeitura de conceder o reajuste salarial e o abono dos servidores observou três fatores: o ajuste das contas públicas, o acompanhamento da evolução da arrecadação da receita municipal, que começou a apresentar sinais de melhora, embora tímida, a partir do segundo semestre de 2017, mantendo-se em 2018. E também limites legais, um deles relativo à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e outro ao Teto dos Gastos. O Governo Municipal procurou garantir o máximo possível de reajuste respeitando esses limite