Solenidade marca posse de José Darcy Santos Arruda como delegado-geral da Polícia Civil

A Pol√≠cia Civil do Esp√≠rito Santo realizou, na manh√£ desta quinta-feira (10), a solenidade de posse do novo delegado-geral, Jos√© Darcy Santos Arruda. O evento foi realizado no audit√≥rio da institui√ß√£o, em Vit√≥ria. A solenidade teve a participa√ß√£o do governador do Estado, Renato Casagrande; da vice-governadora, Jacqueline Moraes, e do secret√°rio de Estado da Seguran√ßa P√ļblica, Roberto S√°.
 
Participaram também do evento, que marca a troca de chefia na Polícia Civil, os comandantes-gerais da Polícia Militar, coronel Moacir Barreto; e do Corpo de Bombeiros, coronel Alexandre Cerqueira; o delegado de polícia e deputado estadual eleito Lorenzo Pazolini; o senador eleito, Marcos do Val; além de familiares do novo delegado-geral; delegados, policiais civis e outras autoridades.
 
O novo delegado-geral destacou o peso da responsabilidade de conduzir a Pol√≠cia Civil: ‚ÄúMinha fun√ß√£o √© trabalhar em prol do bem estar de todos os policiais civis do Esp√≠rito Santo. Vamos atuar dia e noite para que consigamos navegar em √°guas tranquilas no nosso estado‚ÄĚ, ressaltou.
 
Entre os objetivos da nova gest√£o, Arruda destacou a valoriza√ß√£o dos policiais, o investimento em tecnologia e o trabalho conjunto com as outras institui√ß√Ķes de seguran√ßa p√ļblica. ‚ÄúTemos um dos maiores programas de governo do pa√≠s: o Estado Presente, que transcende e j√° se constitui como um programa de Estado. Vamos buscar produzir inova√ß√Ķes tecnol√≥gicas aliadas √† produ√ß√£o de conhecimento e de capacita√ß√£o, no firme prop√≥sito de anteciparmos a eclos√£o do crime. Intensificar as a√ß√Ķes conjuntas com a Pol√≠cia Militar buscando a paz social. E, acima de tudo, buscar a motiva√ß√£o dos nossos policiais civis, pra que eles possam servir e proteger a sociedade‚ÄĚ, destacou.
 
Por fim, o novo delegado-geral ainda destacou os resultados apresentados pela Pol√≠cia Civil. ‚ÄúGovernador, o senhor tem a melhor Pol√≠cia Civil do pa√≠s √† sua disposi√ß√£o. Temos os melhores √≠ndices de resolutividade de crime de homic√≠dio do Brasil, em torno de 70%, enquanto que os demais estados apresentam taxas de 8 % a 14 % de resolutividade. Esse resultado √© fruto de um trabalho s√©rio dos nossos delegados, dos nossos policiais civis e do nosso corpo de per√≠cia‚ÄĚ, finalizou.
 
O governador do Estado tamb√©m falou sobre a import√Ęncia da retomada do programa Estado Presente. ‚ÄúDeixamos o Governo em 2014 com 3300 policiais civis e estamos assumindo com, aproximadamente, 1100 a menos. Temos que dar conta. Quando iniciamos o Estado Presente na primeira gest√£o, o √≠ndice de inqu√©ritos conclu√≠dos era muito baixo e elevamos esse √≠ndice. O Estado Presente sendo resgatado, vamos trazer esse debate da seguran√ßa p√ļblica para dentro do gabinete do Governador‚ÄĚ, assegurou.
 
Casagrande defendeu a integra√ß√£o dos √≥rg√£os de seguran√ßa p√ļblica e das pastas que atuam na √°rea social. ‚ÄúVamos buscar a integra√ß√£o da Pol√≠cia Civil, da Pol√≠cia Militar, dos Bombeiros, da intelig√™ncia, envolvendo as secretarias de Direitos Humanos e Assist√™ncia Social e ocupar as √°reas mais vulner√°veis de nosso Estado. O delegado-geral Arruda vai liderar um trabalho importante, que √© da Pol√≠cia Judici√°ria. √Č aqui, na redu√ß√£o da impunidade, que reduz a criminalidade. A maior raz√£o para que a gente tenha crime alto no Brasil √© a impunidade e a Pol√≠cia Civil √© respons√°vel direta nessa redu√ß√£o‚ÄĚ, destacou.
 
J√° o secret√°rio da Seguran√ßa P√ļblica enfatizou a import√Ęncia do trabalho integrado entre as Pol√≠cias de forma estrat√©gica.  ‚ÄúO governador conseguiu reunir no Esp√≠rito Santo, dois vizinhos de muro que sequer sabiam da exist√™ncia um do outro, h√° cerca de 50 anos. O destino nos prega essas pe√ßas e √© com muita satisfa√ß√£o que reencontro o delegado Arruda, depois de d√©cadas e fico muito feliz de ouvir na fala dele princ√≠pios base dos melhores conceitos de trabalho com Seguran√ßa P√ļblica. √Č um tema falado por todos os brasileiros, quase tanto como futebol. Mas vamos ter a responsabilidade de aprender, tentar acertar e estamos nos reunindo, tra√ßando diretrizes e trazendo metas‚ÄĚ, afirmou Roberto S√°.
 
E prosseguiu: ‚ÄúAlinhados com a lideran√ßa do governador Casagrande, n√£o temos d√ļvida que o Estado Presente vai ser uma refer√™ncia para o Brasil. Os √≠ndices de resolutividade de inqu√©ritos da Pol√≠cia Civil do Esp√≠rito Santo, de 70%, para crimes de mortes violentas devem ser enaltecidos. A m√©dia brasileira sequer chega perto da metade disso. Vamos construir dias melhores, olhando para frente e dando dignidade ao servidor. Temos que valorizar quem d√° a vida para proteger as pessoas. Contem comigo a qualquer pre√ßo, qualquer hora e qualquer lugar. For√ßa e honra‚ÄĚ.
 
Currículo do novo delegado-geral
 
Jos√© Darcy Santos Arruda tem 57 anos e nasceu na cidade de Barra do Ira√≠, no Rio de Janeiro. Graduado em Direito pela Faculdade de Ensino Superior de Barra Mansa (1985) ingressou na carreira de delegado de pol√≠cia no Esp√≠rito Santo em 1992.  Possui especializa√ß√£o em Gerenciamento de Conflitos e Situa√ß√Ķes de Crise com Tomada de Ref√©ns, pela Brigada Militar do Rio Grande do Sul/MJ (2001) e em Seguran√ßa P√ļblica pela Universidade Federal do Esp√≠rito Santo (2003).
 
Ao longo da carreira trabalhou como titular das Delegacias de Barra de São Francisco, Conceição do Castelo, Crimes Contra a Vida de São Mateus; e na 7ª Delegacia Regional - Cachoeiro de Itapemirim, na 5ª Delegacia Regional - Guarapari, e na 1ª Delegacia Regional - Vitória.
 
Em rela√ß√£o √†s unidades especializadas, Jos√© Arruda foi chefe da Divis√£o de Repress√£o aos Crimes Contra o Patrim√īnio (DRCCP), da Delegacia Especializada de Roubo a Banco (DRB), da Delegacia Especializada de T√≥xicos e Entorpecentes (Deten) e da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon).
 
J√° foi subsecret√°rio de Estado de Intelig√™ncia e Integra√ß√£o Correcional da Secretaria de Estado da Seguran√ßa P√ļblica e Defesa Social; corregedor-geral e chefe de gabinete da PCES. Antes de assumir o cargo de delegado-geral, em 01 de janeiro de 2019, chefiava a Superintend√™ncia de Pol√≠cia Especializada (SPE). Al√©m disso, ainda ministra aulas de Direito Penal para a Gradua√ß√£o universit√°ria.
ÔĽŅ
ÔĽŅ