Orgulho em ser de Linhares
Tristeza,

Tristeza, torresmo e Ypióca no boteco

22/05/2017 21h20
Por: Redação ES 24 HORAS
Pablo Castro
Pablo Castro

Caminhava apressado pela calçada quando encontrei Zeca Nobre - o vizinho que frequenta o pé sujo que tomo cachaça uma vez e outra. Ele estava meio angustiado e com um semblante pálido. Vestia uma calça jeans e uma camisa preta. 

Ao me ver acenou e perguntou para onde estava indo com tanta pressa. Daí revelei que queria ler um pouco, tomar um banho e descansar. Coitado, não sabia ele que estava mesmo indo jantar pela segunda vez.

O simpático Nobre olhou para mim e disse que não estava se sentindo bem porque acabara de assistir ao jornal e as coisas no Brasil estavam muito ruins. Segundo ele, tudo acabou. Zeca confessa que sente nojo de política e que só a fé dele para lhe acalmar. 

Ele segurava minhas mãos e eu segurava minha fome naquele encontro fadonho. Porque nosso último encontro sobre política foi no processo de Impeachment da Dilma e sei que o Zeca não só não gosta de política como não gosta de buscar informações para além das capas de jornais. 

Mesmo assim, levei o Nobre até o Amarelinho - aquele Bar Tradicional no Centrão do Rio de Janeiro - pedi uma Ypióca e uma porção de Torresmo para relaxarmos. Afinal, ninguém merece ficar muito tempo numa tensão danada: nem eu, nem ele, nem você, nem o Brasil. 

Zeca não gosta de política, lembram? Mas ele queria saber o que estava acontecendo no Brasil porque os jornais o deixaram confuso e até hoje ele não sabe o que fazer. Eu não gosto de convencer ninguém a nada, gosto de política a amor pelado, por isso pedi cachaça e comida porque quando saciado a gente vai longe... 

Foi assim que expliquei ao Zé a queda do Governo Temer e sua relação com a imprensa: alguém não está saciado com a carne dele ou alguém de barriga cheia largou o prato com interesse na sobremesa. 

Com alguns minutos de silêncio e com a boca suja de gordura, Zeca confessou ainda que o povo não sabe votar, que política é só roubalheira e que é melhor matar todos de Brasília e que só assim o Brasil ia melhorar. 

Foi aí que dei uma golada na Ypióca, engoli um torresmo, olhei bem nos olhos do Nobre e disse: "Ca-ra-lho, Zeca! Assim não dá. Sua fé só serve para soltar Barrabás e ouvir Noticiário faminto". 

Ele sorriu e disse que está confuso para votar em novo Presidente da República, mas que quer alguém que pense no povo. Falou do Lula entre os Dentes, mas disse que quer uma solução logo porque não suportará fazer terapia de boteco. 

Fiquei na minha porque não se eu falasse Poder, Relação, Estado, Jogos de Interesse, Democracia,  e política de coalisão, seria acusado pelo Nobre de estar usando Filosofia Barata. 

Pedimos a conta e, já meio bêbado e meio angustiado, o desnorteado Nobre soltou um "Direto Já". 

Direto pra casa... 

Esse Nobre é engraçado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Vitória - ES
Atualizado às 07h46
21°
Poucas nuvens Máxima: 27° - Mínima: 19°
21°

Sensação

6 km/h

Vento

94%

Umidade

Fonte: Climatempo
Ripple
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas