18°C 22°C
Vitória, ES
Publicidade

5º Vitória Ópera Estúdio recebe o diretor de ópera italiano Marco Gandini e apresenta a ópera cômica de Rossini

Com patrocínio master da Shell, a Companhia de Ópera do Espírito Santo apresenta, em co-realização com A Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (Ose...

08/07/2024 às 22h41 Atualizada em 09/07/2024 às 10h44
Por: Redação ES 24 HORAS Fonte: Secom Espírito Santo
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo

Com patrocínio master da Shell, a Companhia de Ópera do Espírito Santo apresenta, em co-realização com A Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (Oses), duas sessões da ópera cômica “La scala di seta”, do italiano Gioachino Rossini, dentro das séries Quarta e Quinta Clássica, nos dias 10 e 11 de julho, às 20h, na Casa da Música Sônia Cabral, no Centro de Vitória. 

Os ingressos são gratuitos e podem ser retirados até 2 unidades por pessoa por meio do Sympla:  10/07 | Quarta  |  11/07 | Quinta

As duas apresentações são resultado da quinta edição do Vitória Ópera Estúdio (VOE), um programa de formação e aperfeiçoamento profissional para estudantes e profissionais da área de ópera. Ao longo de 16 dias de trabalho, os alunos ficaram imersos em estudos e ensaios nos quatro módulos oferecidos: interpretação musical e cênica, regência, direção cênica e correpetição. As aulas foram ministradas pelo diretor cênico italiano Marco Gandini, pelo maestro Gabriel Rhein-Schirato e pelo pianista e preparador vocal Fabio Bezuti.

Sobre o VOE

O VOE (Vitória Ópera Estúdio) é um programa de formação e aperfeiçoamento profissional para estudantes e profissionais da área de ópera, criado por Livia Sabag e Tarcísio Santório em 2014. Pioneiro no Brasil, foi um dos primeiros programas nacionais intensivos de formação e especialização voltados para artistas do campo operístico. Neste ano, foram concedidas 18 bolsas de estudos para alunos vindos de todo o Brasil.

Sobre a Ópera

“La scala di seta” é uma ópera cômica de Gioachino Rossini em apenas um ato, com libreto de Giuseppe Foppa. Estreou no Teatro San Moisè, de Veneza, no dia 9 de maio de 1812. Todas as noites, Dorvil sobe uma escada de seda, lançada por Giulia, pela janela. Os jovens são casados sem que Dormont, o tutor de Giulia, suspeite. O romance, ameaçado pela curiosidade de Lucilla, prima de Giulia, e do atrapalhado criado Germano (que também a ama), pode chegar ao fim quando o tutor a promete em casamento ao rico Blansac. Giulia tenta escapar da trama por todos os meios: primeiro aproximando sua prima de Blansac, mesmo despertando os ciúmes de Dorvil, que nada compreende. Depois, planejando uma fuga com seu marido à meia noite. Germano, que nada sabe sobre os dois casais, arma tremenda confusão, provocando o encontro de todos antes que Giulia e Dorvil possam escapar. Os casais confessam as uniões. Dormont, sem saída, desiste de suas intenções e todos cantam o poder do amor.

Sobre os professores

 

O encenador italiano Marco Gandini foi colaborador de dois dos maiores diretores cênicos da atualidade, Franco Zeffirelli e Graham Vick. Trabalhou em dezenas de produções nas principais casas de ópera da Itália como o Teatro alla Scala, Ópera de Roma, Teatro, Arena em Verona, Teatro La Fenice em Veneza, entre outros. Atuou também em companhias de ópera internacionais como The Metropolitan Opera House em Nova York, Washington e Los Angeles Opera, NNT em Tóquio, Royal Opera House em Londres, Teatro Real em Madrid, Teatro Liceu em Barcelona, Teatro Marinsky em São Petersburgo, Teatro Kremlin em Moscovo e o Theatro Municipal de São Paulo.

Além de sua brilhante carreira internacional como diretor cênico, a trajetória de Gandini se destaca também pelo seu trabalho como formador, tendo ensinado na Accademia del Teatro alla Scalla por 15 anos, na Showa University of Music de Tóquio por 20 anos, dentre outras renomadas instituições.

Gabriel Rhein-Schirato é graduado em piano e regência na Universidade de São Paulo (USP), com especialização e pós-graduação na Alemanha. Nos últimos anos, vem se firmando como um dos profissionais mais importantes do campo da ópera no Brasil, participando em montagens de grandes teatros como o Teatro da Paz, de Belém, e o Palácio das Artes, de Belo Horizonte, além de colaborar com projetos de formação de artistas e com a criação de novas óperas.

 

Fabio Bezuti é pianista e preparador vocal, se apresentou e lecionou em instituições como Teatro Municipal de São Paulo, Theatro São Pedro, Festival de Inverno de Campos do Jordão, Fundação Clóvis Salgado, Festival de Música Erudita do Espírito Santo, Vitória Ópera Estúdio, Festival Amazonas de Ópera, Festival de Ópera San Luis Potosí (México),  Castleton Festival, Crested Butte Music Festival, CoOPERAtive, Manhattan School of Music, Westminster Choir College e Carnegie Hall (EUA), Accademia Vocale Lorenzo Malfatti, Florence Voice Seminar e La lingua della Lirica (Itália), L’art du Chant Français (França) e Teatre Municipal de Girona (Espanha).

Ficha Técnica: 

Idealização: Livia Sabag e Tarcísio Santório

Coordenação pedagógica: Livia Sabag, Fabio Bezuti e Gabriel Rhein-Schirato

Direção cênica: Marco Gandini

Direção musical: Gabriel Rhein-Schirato

Pianista preparador: Fabio Bezuti

Assistente de Direção: Tamara Lopes

OSES - Orquestra Sinfônica do Espírito Santo:

Flautas: Danilo Klem e Lucas Costa

Oboés: Jonathan Minoru e Nathalia Maria

Clarinetes: Cristiano Alves e Rafael Cláudio

Fagotes: Ariana Mendonça

Trompas: Guilherme Catão e Jordy Lucca

Violinos I: Diego Adinolfi (spalla), Jacqueline Lima, Felipe Ribeiro, Elton Mancuzo, Oscar Ojuela e Emily Cristina

Violinos II: Dennys Serafim, Kedma Johnson, Gabriel Alomba, Lucas Mendonça, Karen Silva, Wagner de Souza

Violas: Rodney Amorim, Ernesto Peña, Ildefonso Barros, Daniel Damasceno

Violoncelos: Jonathan Christian Munawek, Felipe De Luna e Liana Meirelles

Contrabaixos: Leandro Nery e João Paulo

 Professores:

Marco Gandini, Fabio Bezuti e Gabriel Rhein-Schirato.

Alunos:

Interpretação Musical e Cênica: Alice Fontanella, Ana Luisa Melo, César Pereira, Estevão Batista, Gaia Schenini, Jônatas Meireles, Ligia Ishitani, Robert Willian, Samuel Barbosa.

Correpetição: Patrick Menuzzi, Ramon Lorete.

Regência: Belquior Guerrero, Daniel Oliveira, Jhonny Martins, Lucas Luiz

Patrocínio Master: Shell

Apoio institucional: Fecomércio, Sesc

Produção: TS Projetos Culturais

Correalização: Orquestra Sinfônica do Estado do Espírito Santo e Secretaria de Cultura do Governo do Estado do Espírito Santo

Realização: Cia de Ópera do Espírito Santo (COES), Ministério da Cultura e Governo Federal, através da Lei de Incentivo à Cultura Rouanet

 

Serviço:

 

10 e 11/07 | 5º Vitória Ópera Estúdio | 20h

Local: Casa da Música Sônia Cabral - Praça João Clímaco, Centro de Vitória

 

Entrada gratuita

Orquestra Sinfônica do Estado do Espírito Santo - Oses

Regência e elenco: Alunos do Vitória Ópera Estúdio

Professores: Marco Gandini (diretor cênico), Gabriel Rhein-Schirato (maestro) e Fabio Bezuti (pianista preparador)

 

Repertório:

Gioachino Rossini: La Scala di Seta

 

>

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Vitória, ES
26°
Tempo limpo

Mín. 18° Máx. 22°

27° Sensação
5.66km/h Vento
63% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h14 Nascer do sol
05h20 Pôr do sol
Qui 25° 18°
Sex 26° 19°
Sáb 27° 20°
Dom 27° 21°
Seg 28° 21°
Atualizado às 12h07
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,63 +0,73%
Euro
R$ 6,11 +0,67%
Peso Argentino
R$ 0,01 +1,14%
Bitcoin
R$ 397,552,73 +0,92%
Ibovespa
126,579,97 pts -0.01%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias