Campanha
Desempenho

Banestes alcança resultado positivo de R$ 83 milhões no primeiro trimestre do ano

Resultado é 30,2% maior em relação ao mesmo período de 2019. Parte do lucro é destinado ao Estado do Espírito Santo, acionista majoritário do Banco, que se reverte em investimentos no Estado

26/05/2020 10h07
Por: Redação ES 24 HORAS

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes S.A.) obteve lucro líquido de R$ 83 milhões no primeiro trimestre do ano – janeiro, fevereiro e março de 2020, crescimento de 30,2% quando comparado ao mesmo período de 2019. O resultado foi divulgado ao público, nesta terça-feira (26), no portal oficial do Banco e nos sites da CVM e da Bolsa de Valores.

A margem financeira avançou 24,6% e o resultado operacional da Instituição elevou-se em 51,2%, o que demonstra a boa capacidade de retenção de lucratividade na atividade comercial e a eficiência gradativa na gestão de custos na operação bancária. O lucro líquido por ação chegou a R$ 0,26 no período, e a rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio (ROE) foi de 15,1%.

Sob a forma de juros sobre capital próprio, foram destinados ao acionista controlador, o Estado do Espírito Santo, a quantia de R$ 18,6 milhões, valor este aplicado conforme as prioridades de investimentos definidas no orçamento estadual. O bom desempenho do Banestes se reflete, portanto, em ganhos para a sociedade capixaba.

O anúncio do resultado acontece em meio ao cenário de pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande, ressalta que o todo o esforço e atividades do Banco neste momento têm como foco e atenção atender à população capixaba com a oferta de soluções financeiras em prol da diminuição dos impactos negativos causados pela pandemia.

"Estamos sempre ao lado dos capixabas. Neste momento tão delicado, o Banestes está focado em atender às demandas da população capixaba, de forma a contribuir com a manutenção do desenvolvimento econômico do Estado. Ofertamos, desde o início da pandemia, linhas de crédito com condições diferenciadas e outras soluções financeiras, com condições exclusivas no mercado atual, como os até 180 dias para reparcelamento de créditos. O Banestes já alcançou o patamar de mais de R$ 1 bilhão em concessões de crédito desde o início do ano para auxílio dos setores produtivos", destaca Amarildo Casagrande. 

 

Ações de auxílio econômico em decorrência da pandemia

Em função da pandemia do novo coronavírus, o Banestes vem atuando fortemente na economia, com o objetivo intrínseco de redução dos impactos econômicos nos vários setores da economia capixaba.

Em parceria com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), o Banestes disponibilizou o montante de R$ 250 milhões para uma linha de Crédito Emergencial para empresas de todos os portes e setores industriais, com condições diferenciadas de parcelamento e taxas, visando a contribuir com a manutenção da capacidade financeira do setor produtivo. Até o momento, o Banestes já liberou mais de R$ 120 milhões em recursos, em um total de aproximado de 1.100 contratos. Além disso, estão em análise pelo Banestes outros quase 1 mil contratos, que chegam ao valor total aproximado de R$ 195 milhões.

Além disso, o Banestes detém a operação das linhas de crédito com garantia adicional do Fundo de Aval Bandes, anunciadas pelo Governo do Estado do Espírito Santo: Microcrédito Emergencial Covid-19, com taxa zero, e Capital de Giro Emergencial Covid-19, com taxa de CDI. As linhas dão suporte a micros e pequenos empreendedores, associações, cooperativas e sindicatos de agricultores familiares. Até o momento, já foram liberados um total de aproximado de R$ 2 milhões em propostas de crédito contratadas para tais linhas, e outras propostas seguem em análise e também em fase de captação.

Outras duas linhas são operadas pelo Banco neste cenário de pandemia: Nossocrédito Emergencial, uma atuação emergencial do Programa Nossocrédito que já liberou mais de R$ 9,4 milhões em recursos, e BNDES Crédito Pequenas Empresas, com a oferta de capital de giro para as empresas que faturam até R$ 300 milhões por ano.

Outra facilidade anunciada pelo Banestes foi a possibilidade de reparcelamento de operações de crédito em até 180 dias, condição única no mercado, tanto para clientes pessoa física (PF) quanto pessoa jurídica (PJ). O Banco expandiu ainda o período de isenção de juros no Cheque Especial PF para 15 dias. Ao total, o Banestes já realizou mais de R$ 400 milhões em repactuação de contratos.

Para o pagamento de contas, o Banestes anunciou a isenção na cobrança de juros para pagamentos de contas de consumo e de tributos realizados com o cartão de crédito Banescard em uma parcela. Para pagamentos parcelados em até seis vezes, foram reduzidas as taxas. Além disso, não será cobrado o valor de tarifa do serviço. O Banco baixou ainda os juros do parcelamento da fatura dos cartões de crédito Banescard e Banestes Visa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Vitória - ES
Atualizado às 07h58
17°
Alguma nebulosidade Máxima: 31° - Mínima: 16°
17°

Sensação

7 km/h

Vento

100%

Umidade

Fonte: Climatempo
Ripple
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas