Finalmente

Conquista: após seis meses da Prefeitura entregar projeto à Renova e ao Governo do ES, asfaltamento da estrada até Povoação e Regência é anunciado

A primeira reunião entre a Prefeitura de Linhares, a Fundação Renova, o DER-ES e a Associação de Moradores de Povoação aconteceu em setembro de 2017,

04/08/2020 21h47
Por: Redação ES 24 HORAS

Os trechos de mais de 90 quilômetros das estradas que ligam a sede de Linhares até os balneários de Povoação e Regência, além do trecho que liga Vila do Riacho a Regência, serão pavimentados.

Os investimentos somam mais de R$ 367 milhões e são recursos provenientes da Fundação Renova a título de compensação e reparação pelo desastre do rompimento da barragem de Mariana, em Minas Gerais, ocorrido em novembro de 2015.

O anúncio acontece após seis meses da Prefeitura de Linhares entregar o projeto de pavimentação asfáltica que liga Linhares a Povoação aos representantes do Governo do Estado do Espírito Santo, Fundação Renova e Departamento de Estradas de Rodagem (DER_ES).

A elaboração do projeto de pavimentação asfáltica entre Linhares e Povoação foi autorizada pela Prefeitura de Linhares em 31 de outubro de 2018 com investimentos de R$ 1,2 milhão com recursos próprios da Prefeitura de Linhares.

O anúncio da pavimentação dos trechos foi feito na manhã desta terça-feira (4) pelo Governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, numa solenidade virtual que foi acompanhada pelo Governador de Minas Gerais, Romeu Zema, pelo  prefeito de Linhares Guerino Zanon, Deputados Federais e Estaduais, Secretários de Estado, além de prefeitos e secretários municipais das cidades impactadas e representantes das comunidades beneficiadas.

O prefeito de Linhares Guerino Zanon destaca o empenho do Governo do Estado, da Fundação Renova e das Associações de Moradores das comunidades impactadas que foram fundamentais que os investimentos se tornassem realidade.

Guerino lembra que os investimentos representam uma reivindicação de décadas das associações de moradores das comunidades de Povoação e Regência e dará às respectivas comunidades acessos mais rápidos aos serviços públicos como saúde e educação, aos serviços essenciais na sede do município, além de contribuir com o escoamento da produção agrícola, especialmente do cacau e café, e do fortalecimento do turismo e do agroturismo.

 “As intervenções e obras das rodovias irão garantir mais conforto e segurança para quem transita e mora no entorno das duas rodovias. Com elas, a Prefeitura de Linhares vai possibilitar maior competitividade sistêmica aos produtos linharenses, como o cacau e o café, atratividade turística, impacto socioeconômico, melhoria da logística nas vias e acesso mais rápidos aos centros comerciais”, avalia Guerino Zanon.

O presidente da Associação de Moradores de Povoação, Jocenilson Cirilo Mendonça, ressaltou a importância das obras para a comunidade, que segundo ele só é possível por meio do empenho da Prefeitura de Linhares que investiu recursos na elaboração do projeto, fundamental na liberação dos recursos.

“É uma conquista que se torna realidade após décadas. O asfaltamento representa o progresso e mais oportunidades de emprego para os moradores no comércio e na indústria com sedes no município de Linhares. Temos a certeza da atração de novos investimentos para a região e ainda o fomento do turismo já que possuímos belas lagoas e praias”, disse.

A Presidente da Associação de Turismo de Povoação, Andréia Aparecida Ferreira Anchieta, também destaca o empenho da atual gestão para que a obra se tornasse realidade. Para ela, o setor de turismo será o grande impactado após a pavimentação. “O fomento do turismo irá proporcionar outras fontes de renda para os mroadores, já que hoje as condições de estrada é o maior entrave para que as belezas de Povoação possam ser conhecidas pelos turistas. Gratidão à Prefeitura, à Fundação Renova e ao Governo do Estado”, disse.

O morador e membro do Conselho Consultivo da Fundação Renova, Carlos Sangália, destaca que o anúncio é uma conquista das diversas lideranças e instituições das comunidades com o Centro Tamar/Icmbio e da Prefeitura de Linhares junto ao Governo do Estado, ao CIF (Conselho Interfederativo e suas Câmaras Técnicas), à Renova dentro do Conselho Consultivo e ao juiz da 12ª. Vara da Justiça Federal em Minas Gerais e principalmente às lideranças  comunitárias do Território  da Foz, o ICMbio e representantes  do Estado, realizada no último dia 27 de julho, se comprometeu a deferir a Sentença tendo o asfalto e a educação como prioridades máximas destas comunidades.

Sangália pontua ainda que o atual prefeito Guerino  Zanon, em reunião  realizada em Regência em 2017, se comprometeu estar junto com as comunidades nessas conquistas, uma vez que a Prefeitura de Linhares viabilizou com recursos próprios o projeto técnico da rodovia ES 248 de acesso à Povoação

“É uma conquista que vem sendo dialogada entre representantes de todas as esferas governamentais e comunitárias dos dois balneários há mais de quatro anos é que é comemorada por todos nós e por vários motivos. Entre eles, porque a a pavimentação das estradas irão facilitar a mobilidade da comunidade, aumentar o fluxo de visitantes no meio rural e colaborar com o desenvolvimento do turismo e do agroturismo de Regência e de Povoação”, pontuou.

 

Educação

Na área da educação, a Sedu receberá R$ 30 milhões para execução de projetos aprovados nos municípios atingidos pelo desastre. Os recursos serão investidos para que os alunos tenham qualidade na infraestrutura das unidades de ensino, quando as atividades pedagógicas passarem a novamente ser presenciais.

 

Confira as estradas e rodovias contempladas:

– *Rodovia ES-440:* Trecho BR 101-Entroncamento ES-010 (32,20km): Projeto (R$ 1,8 mi), Desapropriações (R$ 33 mi), custo da obra (R$ 110 mi) = R$ 145 milhões

– *Rodovia ES-010:* Trecho entroncamento ES-445 (32,6km): Desapropriações (R$ 34,8 mi), custo da obra (R$ 95,5 mi) = R$ 131 milhões

– *Rodovia ES-248:* Trecho entroncamento ES-356 (29,81km): Desapropriações (R$ 30 mi) e custo da obra (R$ 61,1 mi) = R$ 91,1 milhões

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.