Sesa Dengue
Inclusão

Internos de unidade de segurança máxima aprendem técnicas de pintura

Desde março deste ano, 13 internos da Penitenciária de Segurança Máxima de Viana participam da iniciativa

09/11/2020 23h36
Por: Redação ES 24 HORAS

Promover a ressocialização pela Arte. É com esse objetivo que a Penitenciária de Segurança Máxima 1, no Complexo de Viana, tem desenvolvido o projeto de pintura Mãos que Falam. Desde março deste ano, 13 internos da unidade prisional participam da iniciativa. Três deles são multiplicadores da Arte e ensinam os demais técnicas de desenho e pintura.

O diretor da PSMA1, Pablo Pereira de Souza, explica que todos os materiais utilizados para produção dos quadros como tinta, pincéis e madeira foram doados à unidade. “Desde o início do projeto, cerca de 30 quadros já foram pintados e todo o material produzido tem tornado o ambiente prisional ainda mais humanizado. As pinturas dão vida aos espaços, seja com quadros ou com pinturas na parede. Sem contar os benefícios proporcionados para os internos que têm uma atividade produtiva e suas famílias, que se sentem mais acolhidas ao visitar a unidade.”

 Paisagens de cartões postais do Espírito Santo, como o Convento da Penha e a Terceira Ponte, praias e natureza, além de relações familiares, fazem parte das obras produzidas pelos internos. Um interno que domina a técnica da pintura e é um dos multiplicadores da arte aos participantes do projeto.

“Participar como multiplicador tem sido muito bom para mim. A pintura ocupa a mente com coisas boas e coisas novas e agrega conhecimento não só para quem aprende, mas também para quem ensina. A pintura traz para os internos participantes uma nova expectativa de vida. Minha família também está muito orgulhosa”, disse o interno.

Para outro interno, que cumpre pena desde 2018, as pinturas trouxeram mais alegria para a unidade prisional. “Está tudo mais agradável também para as famílias, que quando estão aqui para nos visitar conseguem ver o trabalho realizado pelos internos e como os ambientes estão decorados. Isso traz mais harmonia para os espaços”, ressaltou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.