26°

Poucas nuvens

Vitória - ES

Geral Esporte

Da natação ao primeiro lugar no paratriathlon: a caminhada de Marcos Vinicius Barcellos

Marquinhos, como também é conhecido, é contemplado pelo Bolsa Atleta da Sesport.

09/11/2021 às 16h46 Atualizada em 09/11/2021 às 16h53
Por: Redação ES 24 HORAS Fonte: Secom Espírito Santo
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo
Foto: Reprodução/Secom Espírito Santo

A evolução no esporte paralímpico. Essa pode ser a definição de Marcos Vinicius Barcellos, também conhecido como Marquinhos, que é contemplado pelo Bolsa Atleta, da Secretaria de Esporte e Lazer (Sesport). Em 2009, ele começou a trajetória no mundo esportivo, na natação, sendo campeão Brasileiro, na classe S6. Em 2021, se voltou ao paratriathlon, conquistando a primeira colocação do Capixaba de Ferro.

O paratriathlon é a combinação de natação, ciclismo e corrida, nessa ordem e sem interrupção entre as modalidades. Marcos Vinicius Barcellos, que iniciou na natação em 2014, se deparou com um obstáculo: não pôde participar do regional de natação, por conta de um problema de saúde.

Sem competir na natação, o atleta teve a oportunidade de correr, na categoria cadeirante, as Dez Milhas Garoto – tradicional e mais importante corrida do Espírito Santo. Para a surpresa, ao final da competição, ele conquistou a segunda colocação na categoria que disputa. Além da premiação na primeira participação, Marcos Vinicius Barcellos assegurou mais um segundo lugar e um terceiro.

Ainda em 2014, o esportista iniciou no paraciclismo, com a disputa do Campeonato Brasileiro, em que foi 4° colocado, na classe H4.

Nadando, correndo e pedalando. Marcos Vinicius Barcellos fez a aposta no paratriathlon, em 2017, estreando na 32ª edição do triathlon do exército. Na edição deste ano do Capixaba de Ferro, que ocorreu na Praia de Bacutia, em Guarapari, ele ficou em 1° na categoria de atletas com deficiência física.

Competição não foi fácil

A conquista do título não foi fácil. O atleta teve que lidar com algumas dificuldades, como a troca de equipamento de alto rendimento. Durante o percurso da prova, a bicicleta apresentou defeito.

“Esse Capixaba de Ferro foi a competição mais difícil. A minha bicicleta de alta performance, o meu equipamento que costumo competir, apresentou defeito. Então, tive que competir com uma bicicleta de passeio (pesada), que ainda deu defeito no câmbio durante a prova. O tempo todo fui pensando em completar a prova, trabalhando a minha cabeça para ter calma”, disse Barcellos.

Desde 2017, quando iniciou no paratriathlon, ele foi três vezes seguidas campeão Estadual, vice-campeão Brasileiro e campeão do Capixaba de Ferro por três anos.

O que é mais difícil

Para ser um atleta de paratriathlon, é necessário mais do que habilidade. O condicionamento físico é fundamental para um bom desempenho. Vindo da natação, o ciclismo é o maior desafio, na combinação das três modalidades, para Marcos Vinicius Barcellos.

“Para mim, o ciclismo é o mais difícil, por conta da distância a ser percorrida. O grupo muscular que eu uso para pedalar são os braços e é muito desgastante. Uso a força do braço, enquanto outros atletas convencionais usam a perna. A bicicleta também é mais pesada que a comum”, ressaltou o atleta.

No Espírito Santo, até o momento, apenas dois atletas são competidores da modalidade, além de Marcus Vinicius Barcelos e Leonardo Mendonça, que também é contemplado pelo Bolsa Atleta, da Sesport.

Como conhecer

Para quem se interessar e quiser conhecer mais sobre o esporte, os treinos ocorrem todas as segundas e quartas-feiras, das 6h às 8h, na Praia da Guarderia (Praia do Canto), com o professor Fairo Brasil.

 

Próximas competições:

Última etapa do Estadual Paratliaton, Camburi (28/11)

Campeonato Brasileiro de Aquatlon, na Bahia (20/11)

Campeonato Brasileiro de Paratriathlon, em Brasília (05/12)

Bolsa Atleta

Neste ano, o Programa Bolsa Atleta está beneficiando 151 atletas e paratletas de alto rendimento, 30 a mais que no ano passado, alcançando um recorde no número de bolsas concedidas. O auxílio financeiro mensal varia de acordo com a categoria do atleta dentro do edital, sendo R$ 500 (estudantil), R$ 1.500 (nacional), R$ 2 mil (internacional) e R$ 4 mil (olímpico). O investimento total da Sesport no programa é de R$ 2,3 milhões.

O valor recebido pelo atleta pode ser utilizado para cobrir gastos com alimentação, assistência médica, odontológica, psicológica, nutricional e fisioterápica, medicamentos, suplementos alimentares, transporte urbano ou para participar de treinamentos e competições, além da aquisição de material esportivo.

Informação à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sesport

Denys Lobo / Rodolfo Mageste

(27) 3636-7027 / (27) 99802-3645 / (27) 3636-7027 / (27) 99309-9053

[email protected]

Facebook: Sesport-ES

Instagram: @sesportesoficial

%fim-post%

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Vitória - ES Atualizado às 13h29 - Fonte: ClimaTempo
26°
Poucas nuvens

Mín. 21° Máx. 29°

Sáb 28°C 20°C
Dom 29°C 20°C
Seg 32°C 20°C
Ter 29°C 21°C
Qua 28°C 22°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias